5 de junho de 2011

Glicina

A glicina é um dos aminoácidos codificados pelo código genético, sendo portanto um dos componentes das proteínas dos seres vivos.

A paralisia do sono é causada pela libertação de glicina do tronco cerebral nos motoneurónios (os neurónios que transmitem os impulsos do cérebro ou da medula espinal). Nesta função neurotransmissora, a glicina é a principal responsável pelo relaxamento dos músculos durante o estado REM.

Para desativar a atonia REM, o cérebro utiliza a estricnina que bloqueia os receptores ionotrópicos de glicina. A estricnina atua, dessa forma, como antagonista da glicina quanto ao controle voluntário dos músculos.

2 comentários:

  1. Boa tarde,

    Tenho 34 anos e há vários anos que passo por situações durante o sono que me aterrorizam:
    - Estou a dormir, acordo, estou consciente e fico paralisado, preso, o coração dispara violentamente e fico sem poder respirar.
    Tenho de fazer esforço enorme para me "libertar", acordar e conseguir respirar. Embora sinta que não consigo falar (músculos presos ?)consigo chamar pela minha mulher, ela abana-me e lá acordo, cansado. Ás vezes acontece 2 a 3 vezes por noite. Já relatei ao médico de família, cardiologistas, e nunca ninguém me soube responder. Faço exames, electrocardiogramas, ecocardiogramas, prova de esforço, sempre tudo bem.
    Hoje fui de pesquisa em pesquisa e deparo com a paralisia do sono, que talvez se enquadre no meu caso. Só que eu nesses episódios não tenho sonhos nenhuns, nem bons nem maus, muito menos alucinações.

    Será mesmo paralisia do sono ?

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Pelos sintomas que descreve, sim é paralisia do sono. Diga ao seu médico de família que você suspeita ser atonia generalizada dos músculos esqueléticos... e espere por a resposta dele.

    No entanto, recomendo que você consulte um especialista do sono, pois os médicos de família não têm muita experiência com distúrbios do sono.

    Abraço.

    ResponderEliminar