30 de maio de 2015

Relato de Mariana

Boa tarde, sou Mariana moro em Rondônia, descobri recentemente sobre isso com minha psicóloga, mas depois que ela me falou isso nunca mais tive, apesar ja tem uns 7 meses que não tenho mais esses epsódios.
Cheguei a pensar que era realmente algo paranormal, que fossem realmente vultos, mas lendo sobre a paralisia do sono cheguei a conclusão que é isso que acontece comigo.
Eu vejo vultos, me olhando, sempre perto da parede ou próximo ao guarda-roupas, ja vi uma mão que tenta entrar pela janela, não sei se n hora da paralisia como fico, mas a hora que eu consigo me mexer, eu entro em desespero, um dia tive que tomar um copo com agua e açúcar de tanto que eu tremia e meu coração estava disparado, é muito ruim, passei isso por uns 7 anos, e há alguns meses não tenho, não conhecia essa informação, mas agora fico mais tranquila...

5 comentários:

  1. Eu mesmo já passei por isso e relato em um video.

    https://www.youtube.com/watch?v=IEz7V-7bGXw

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais informações sobre a paralisia do sono no artigo Introdução à Paralisia do Sono

      Eliminar
  2. Mais informações sobre a paralisia do sono no artigo Introdução à Paralisia do Sono

    ResponderEliminar
  3. Boa noite! me chamo Matheus, sou de Marilia SP, ha 2 anos atraz senti tambem essa experiencia, no meu caso nesse dia em que ocorreu o fato eu estava andando com más companias e só chingando palavroes, então uma certa noite eu deitei em minha cama e cochilei após 15 minutos eu abri lentamente os olhos e logo percebi que eu não tinha mais minha cordenação motora meu corpo havia paralizado totalmente, logo eu entrei em desespero, foi ai que comecei a ter alucinações, vultos passando no pé da minha cama e varias vozes no meu ouvido semelhande a varias pessoas conversando, e então senti uma presença muito perto de mim e logo em seguida uma mão no meu ombro, esse episódio de horror duraram minutos, depois disso comecei a pegar firme com DEUS e ele me libertou

    ResponderEliminar
  4. Boa tarde!
    Antes de tecer os meus comentários gostaria de agradecer aos responsáveis pela criação deste blog e a todos os testemunhos apresentados.

    Passando a apresentação, chamo-me Waldemir Pontes, português, residente em Lisboa.
    Desde muito novo que tenho experimentado uma sensação estranha de estar a ser sufocado na cama.
    Quando tinha aproximadamente 9 anos tive a minha 1ª experiência. Lembro-me de ter estado doente e na cama. Assim que comecei a adormecer tive a sensação que um ser estranho se aproximou da minha cama, eu sem nenhuma capacidade de resposta, e pôs-se literalmente por cima de mim. Por mais que eu tentasse me mexer não conseguia. Depois de alguns segundos o tal ser estranho, como que satisfeito da sua brincadeira, pôs-se na alheta e eu acordei.Seguiram-se minutos de pânico. Sai a correr imediatamente a pedir socorro.

    Depois desse episódio, passei a padecer de "apneia de sono/paralisia de sono" constantemente.
    Relatava os episodios sentidos mas ninguém que eu conhecia padecia disso, logo não entendiam o meu relato. As respostas terminavam sempre com "estavas a sonhar, foi um pesadelo".
    Depois de ouvir por entésima vez a mesma resposta deixei de contar os meus episódios.
    Hoje estou perto dos 40 anos e ainda padeço da paralisia de sono.
    Concluo que não ha nenhuma terapia para isso. O que acabei por fazer é arranjar uma forma de lidar com o problema. A minha solução é:
    *Já sei que não é mortal. Por isso, quando sinto que vou ter um episódio de paralisia (sim, sentimos e sabemos que vamos ter mas não conseguimos evitar) relaxo e espero que o tal termine a sua brincadeira;

    Em que situações ocorre?
    1 - Quando estou doente acontece com mais frequencia;
    2 - Quando estou muito cansado;~
    3 - Sempre que tenho insónia

    Alguma posição em que o episódio é mais frequente?
    Sim - Se começar a dormir com a barriga para cima é na certa.

    Espero que a minha experiência sirva para tranquilizar todos os que sofrem de Paralisia de Sono. O mais importante é saberem que não mortal. Demora alguns segundos mas passa. Não precisam tomar nenhum antibiótico. Com todo o respeito por questões religiosas, não vejo nenhuma ligação directa entre a paralisa de sono e religião, rezar durante o episódio ajuda-nos a ocupar a mente com algo em que acreditamos e dá a sensação do episódio ser mais curto, mas não passa de sensação!

    Bons sonhos a todos!

    ResponderEliminar